Aberto De 2ª a 6ª feira das 9:00 às 17:00 horas

(19) 3937-4062

ARTIGOS

Confira nossos últimos Posts.

Fazenda Serrinha - Florianópolis


Fazenda Serrinha - Florianópolis

                                           Jornal Gazeta, 61 anos setembro de 2015

 

1870 –   Data em que foi erguida a sede da Fazenda Florianópolis, de propriedade de Cândido Bueno da Silveira. A construção contou com o trabalho de escravos, que fabricavam artesanalmente os tijolos e as telhas. O nome Florianópolis foi em homenagem ao Marechal Floriano Peixoto. No entorno da sede, até hoje existe um imóvel ainda mais antigo, que não tem registro preciso de data de início ou conclusão da obra.

 

1875 –   O lugarejo presenciou a chegada da ferrovia, através da Companhia Mogiana de Estrada de Ferro.

 

1878 –   Amâncio Bueno retorna de Paris, após a morte do pai, para cuidar dos negócios da família e assumir a Fazenda Florianópolis.

 

1894 –   Com espirito empreendedor, Amâncio Bueno contrata o engenheiro Guilherme Giesbrecht para fazer a planta da Vila Bueno, com ruas largas e as onze primeiras casas. No mesmo ano, inaugura a capela de Santa Maria do Jaguary, no estilo gótico–barroco alemão (não mais bizantino por Marcos Tognon) e doa para o clero.

 

1896 –   Com prestígio político, eleva a Vila à categoria de Distrito de Paz de Jaguary, em 5 de agosto daquele ano.

 

1902 –   Pensando no bem estar dos moradores, o Coronel doou uma nascente da Fazenda Florianópolis para o poder público de Mogi Mirim, com intuito de levar água encanada ao Centro do Distrito. O chafariz foi colocado no ano de 1902 ao lado da Matriz Centenária.

Junto aos poderes púbicos de Mogi Mirim conseguiu a instalação das Escolas Estaduais Masculina e Feminina. No mesmo ano, também trouxe iluminação pública e o Padre Ignácio Gióia assumiu como primeiro pároco das Paróquias de Santa Maria, criada no dia 19 de fevereiro de 1902. Foi nesse período que o Coronel Amâncio doou terreno para a construção de um cemitério (localizado na entrada da cidade) e montou uma serraria a vapor.

 

1915 –   Com a morte do Coronel Amâncio Bueno, a fazenda foi a leilão em praça pública em Mogi Mirim e arrematada em dezembro pelos marchantes José Pires Júnior e João Pedro de Figueiredo.

 

1952 –   O jornal A Comarca, de Mogi Mirim, noticiava a 1ª reunião para cuidar da emancipação político-administrativa de Jaguariúna, reunindo o pessoal da Vila, na sede da Fazenda Florianópolis.

 

1953 –   Jaguariúna se tornou município ao conseguir a emancipação em 30 de dezembro de 1953.

 

1954 –   Em outubro, o povo subiu até a fazenda Florianópolis, para comemorar a eleição do 1º prefeito do novo município, Joaquim Pires Sobrinho, o Quinzinho. Ele tomou posse em 1º de janeiro de 1955.

 

1958 –   A fazenda foi vendida par Antônio Moraes Pinto e teve o nome alterado para a Fazenda Serrinha.

 

2010 – A fazenda foi adquirida por João Simoso, proprietário da empresa Basalto Pedreira e Pavimentação.

 

2015 – Em agosto, a sede foi doada para a Prefeitura de Jaguariúna.

 

 

ARTIGOS


Acompanhe nossos posts e publicações.

  • Casa da Memória
    2021

    18/08

  • Encontro dos rios Jaguari e Camanducaia

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    16/09

  • Inaugurada a 12ª Exposição da Casa da Memória Pe. Gomes

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    24/11

  • De “Pouso do Jaguary” a povoado do Tanquinho

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    25/11

  • Em que casa se instalou a primeira prefeitura?

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    18/02

  • Um barbeiro do Jaguary que se tornou poeta!

    ler conteúdo