Aberto De 2ª a 6ª feira das 9:00 às 17:00 horas

(19) 3937-4062

ARTIGOS

Confira nossos últimos Posts.

Primeiro prefeito - primeira câmara


O Distrito de Paz de Jaguariúna foi emancipado em 30 de dezembro de 1953. O município de Mogi Mirim preparou a Vila para sua independência político-administrativa durante o ano de 1954. As primeiras eleições do novo município ocorreram em 03 de outubro daquele ano. Os jaguariunenses empenharam-se para fazer o melhor: amor pela terra, esperança em seu futuro, hombridade no trato da coisa pública. Nascia um município naquela Vila que os viu nascer, crescer e lutar. Assim com divergências de posições políticas, mas com respeito os amigos candidataram-se. Segundo “A Comarca” de 30/09/1954 houve coligação partidária do PSD (Partido social Democrático) com PTN (Partido Trabalhista Nacional) e cujos candidatos ao Executivo foram os senhores Alonso José de Almeida e João Ângelo. O 1º figura de grande prestígio na localidade onde exercia o cargo de tabelião. O 2º, candidato a Vice-Prefeito, industrial que desfrutava merecido conceito.  O PSD - Partido Social Progressista (PSD/Adhemar de Barros) com apoio de fortes correntes políticas locais indicou para Prefeito Joaquim Pires Sobrinho, elemento muito conhecido da população, velho batalhador de suas aspirações. Na Fazenda Florianópolis de sua família realizou-se a 1ª reunião sobre emancipação política de Jaguariúna em 1952, com representantes do povo em geral.   Para candidato a Vice – Prefeito apareceu o nome do Subprefeito de longa época, último período de grandes realizações, Sr. Carlos Turato. Segundo o semanário citado de 10/10/1954, foram eleições equilibradas e venceu esta última chapa com pequena margem de votos. Prefeito: Quinzinho - 528 votos. Vice: Carlos Turato – 527 votos. Sr. Alonso: 497 votos. Sr. João Ângelo: 496 votos. O PSP venceu a disputa, porém a coligação PTN-PSD fez a maioria na Câmara. O PTN fez três vereadores: Luiz Fernandes Custódio (farmacêutico)- 55 votos. José Gottardo(comerciante) - 48 votos. Pedro Abrucês (ferroviário) -39 votos. O PSD elegeu dois vereadores: Reynaldo Chiavegato (comerciante) - 86 votos e Orlando Dal’Corso (comerciante)-38 votos. O PSP do Prefeito e Vice eleitos fez quatro vereadores: José Carlos Virgílio (advogado) -106 votos. Lázaro Souza Martins (farmacêutico)- 106 votos. Dr. Darcy Machado de Souza (agrônomo) – 89 votos. Liberal Chiuratto (autônomo)- 38 votos. A oposição ao prefeito fez cinco vereadores, enquanto a situação elegeu quatro deles. O repórter concluía com significativa mensagem destacando a necessidade do Sr. Quinzinho Pires fazer uma gestão de diplomacia, diálogo, pois o bem da coletividade sempre deve ser posto em primeiro plano. Urge que os homens públicos tenham a virtude da abnegação, altruísmo e não interesse próprio e nem vaidade. Isto seria fácil, porque a política local não era “acirrada”. Lembrava que a população sempre merece a elevação de todos os seus homens públicos, sua união em benefício do povo e da nova cidade. Tomaz de Aquino Pires

 

ARTIGOS


Acompanhe nossos posts e publicações.

  • Casa da Memória
    2021

    18/08

  • Encontro dos rios Jaguari e Camanducaia

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    16/09

  • Inaugurada a 12ª Exposição da Casa da Memória Pe. Gomes

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    24/11

  • De “Pouso do Jaguary” a povoado do Tanquinho

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2021

    25/11

  • Em que casa se instalou a primeira prefeitura?

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    18/02

  • Um barbeiro do Jaguary que se tornou poeta!

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    22/11

  • Bairro Jardim Roseira - histórias contadas

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    25/11

  • Primeiras Escolas Oficiais do Velho Jaguary

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    25/11

  • As primeiras construções na Vila de Jaguary

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    25/11

  • A primeira ponte ferroviária no velho Jaguary

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    25/11

  • Primeiras famílias do Jaguary de 1780 - Recenceamento de Mogi-Mirim

    ler conteúdo
  • Casa da Memória
    2022

    25/11

  • O sino do relógio marca o tempo de Jaguariúna

    ler conteúdo